Coluna Dra. Maria Clara Couto – Laser CO2 Fracionado

A Estética Médica evoluiu a passos largos nos último anos, em especial, graças aos tratamentos a laser. Com o tempo, os aparelhos sofreram modificações e passaram a oferecer mais agilidade às sessões, maior conforto aos pacientes e resultados mais eficazes e rápidos.

bc64c59f6351bd584235560357db3c323d5

Um dos queridinhos de médicos (e pacientes também) é o CO2 fracionado. Esse laser tem comprimento de onda de 10.600 nanômetros e seu mecanismo de ação se dá através de um processo chamado “fototermólise seletiva”, que seria a destruição seletiva de um alvo da pele através da aplicação de uma fonte de luz para gerar calor nesse alvo, objetivando uma lesão localizada e controlada. No caso do Laser CO2 esses feixes de luz disparados tem como alvo a água da nossa pele.

Attachment 3-3

Esse mecanismo atua estimulando a produção natural de colágeno. Durante o procedimento já é possível observar uma retração imediata da pele e, posteriormente, acontece uma melhora gradual por meio da reorganização dérmica e também pela neocolagênese (formação de colágeno novo).

CO2 comum X fracionado

A diferença entre o Laser CO2 comum e o Fracionado é que o primeiro atua em toda a superfície aplicada, causando um resultado excelente, mas com lesões maiores e consequentemente um tempo de recuperação muito maior. Já o Laser Fracionado atua em “colunas” (microfeixes), onde penetra profundamente, mas deixa áreas íntegras ao redor, o que possibilita um tempo de recuperação mais curto, pois essa pele íntegra rapidamente recompõe a pele lesada.

 Attachment 2-2

Principais indicações: 

Cicatrizes de acne 
Poros dilatados
Alguns tipo de manchas 
Estrias 
Rejuvenescimento (linhas, rugas e flacidez de pele).

Sobre o procedimento

Nos primeiros dias após o laser, a pele tratada fica rosada ou levemente avermelhada e pode ficar edemaciada (inchada) em algumas regiões, sendo mais comum nas primeiras 24 horas e principalmente em locais de pele mais fina, como a região ao redor dos olhos. Posteriormente, a pele adquire uma coloração mais acastanhada e frequentemente começa a voltar ao normal dentro de 5 a 7 dias. O período de recuperação não impede a rotina do dia-a-dia, e a pessoa pode realizar suas atividades normalmente. Deve haver apenas uma maior atenção a alguns cuidados, como por exemplo, evitar o sol.
Podemos optar por um tratamento leve, intermediário ou mais agressivo. Quanto mais “agressivo” há um maior estímulo à formação de colágeno. Alguns resultados já aparecem logo na primeira sessão (diminuição dos poros, melhora das rugas finas e médias no rosto, melhora da textura da pele nas estrias e suavização das cicatrizes). Para as alterações onde é preciso um grande estímulo do colágeno (rugas e cicatrizes profundas, flacidez da pele e estrias antigas) são recomendadas mais sessões e o resultado final vai aparecer até 6 meses após o tratamento.
O procedimento é dolosoro, mas é possível amenizar esse desconforto com anestésico tópico, jato resfriador e, em alguns casos, medicação via oral. O tempo de recuperação é proporcional à intensidade aplicada e todo caso deve ser muito bem avaliado previamente. Geralmente, entre uma sessão e outra, dá-se um intervalo de no mínimo três semanas. Entretanto, o número de sessões, bem como a duração/intensidade de cada uma, somente podem ser definidos pelo médico responsável.

As complicações pós-procedimento não são frequentes, mas podem acontecer. Por esse motivo, o tratamento deve ser realizado por médico. As principais intercorrências relacionadas são hipopigmentação (manchas brancas), hiperpigmentação (manchas escuras) e infecções como herpes (caso a pessoa já tenha história prévia). 

Algumas das contra-indicações ao laser são: gravidez, pessoas em tratamento com isotretinoína (Roacutan), herpes em atividade, pacientes com sensibilidade à luz e problemas de cicatrização.

Um abraço e até a próxima,

Dra. Maria Clara Couto
CRM/SC 18300
CRM/SP 135626

Coluna Dra. Maria Clara Couto – Estrias

Um assunto que interessa à todas as mulheres e homens! Pois eles também são vítimas das temidas estrias. Nossa dermato/colunista explica tudo.
Espero que gostem!

Estrias2

Olá pessoal, tudo bem?
Na coluna de hoje vamos falar um pouquinho sobre as (temidas!!) estrias, cicatrizes da pele.

POR QUE EU?

Em primeiro lugar, é importante saber que existem dois tipos: as estrias rubras (avermelhadas/arroxeadas – mais recentes) e as esbranquiçadas (mais antigas).
Elas são provenientes de um rompimento das fibras elásticas da derme, normalmente causado por um estiramento excessivo da pele – como na fase de crescimento, gravidez ou ganho de peso muito rápido – ou também por alterações hormonais. O uso prolongado de corticóides também pode desencadeá-las. E, além de todos esses fatores, há ainda a predisposição genética.
As cicatrizes surgem quando há a ruptura das fibras de colágeno e elastina na derme (camada mais profunda da pele), que são responsáveis por sua elasticidade.
Elas são mais comuns nas mulheres, principalmente nas coxas, nos glúteos, no abdômen e nos seios, mas aparecem também em homens, em especial praticantes de musculação que sofrem hipertrofia importante.

 31-05_estrias_selomaes

TRATAMENTO

Quanto antes iniciado o tratamento, maiores são as chances de bons resultados. Existem várias opções e, como existem muitos fatores envolvidos, não podemos classificar um deles como “o melhor”.
Todos os métodos tem a finalidade de estimular a formação de colágeno e a reestruturação das fibras elásticas. O ideal é fazer uma combinação de métodos para um resultado bacana.
Infelizmente não é possível prometer uma melhora completa das marcas, apesar de alguns pacientes apresentarem uma resposta significativa. A estria vermelha, que significa a fase inicial e inflamatória do problema, responde muito bem aos tratamentos. Já a estria branca, nunca desaparece totalmente, mas tem o tamanho reduzido e se torna bem menos visível, o que, sem dúvida, é um ganho. Então, vale a pena, sim, investir nos tratamentos. E a melhor hora para iniciá-los é agora (período de outono/inverno).Vejam algumas opções:

  • Tratamento domiciliar (uso de ácidos + hidratação)
  • Microdermoabrasao (peeling de cristal/diamante)
  • Peelings químicos (ácidos)
  • Intradermoterapia/Mesoterapia 
  • Carboxiterapia
  • Microagulhamento (DermaRoller)
  • Lasers Fracionados

PREVENÇÃO

A melhor prevenção é evitar os fatores que podem fazer com que as marcas apareçam, principalmente controlar o peso. Também é fundamental manter a hidratação adequada da pele com o uso de cremes/loções.
Durante a gestação, como vocês já sabem, é essencial hidratar muito bem a pele, em especial áreas como barriga, mamas e quadril. Deem preferência para linhas específicas para gestantes e sempre conversem com seus médicos antes de usarem qualquer produto. Algumas opções:

  • Huile Tonic (Clarins)
  • Huile de Douche Amande (L’Occitane)
  • Anti-Estrias Dupla Ação (Mustela)
  • Preventin (Dermage)
  • Materskin (Biolab)
  • Hidramamy (Mantecorp)
  • Cocoa Butter Formula Massage Cream For Stretch Marks (Palmer’s)
  • Luciara (Bayer)
  • Stretch Mark Control (Clarins)
  • Tummy Rub Stretch Mark óleo e manteiga (de uma marca inglesa chamada Mama Mio) – o óleo, inclusive, foi o eleito da princesa Kate durante sua gestação.

Outra opção interessante é manipular um creme ou loção individualizado, de acordo com as necessidades da pele. 

É importante deixar claro que as estrias não devem ser tratadas durante a gestação (nessa fase, o foco é a prevenção). E alguns dos métodos de tratamento são contra-indicados para mulheres que estão amamentando.

img002

Então, já sabem: hidratem, hidratem, hidratem…

Um abraço e até a próxima,

Dra. Maria Clara Couto
Médica
CRM/SC 18300
CRM/SP 135626

 

Toxina Butolínica X Preenchimento Facial

Mais uma matéria incrível da nossa dermato/colunista Dra. Maria Clara Couto.

Com certeza vocês já ouviram alguém falando: “ah, fulana colocou Botox nos lábios”, não é mesmo? Essa é uma ideia bem comum, entretanto toxina botulínica e preenchimento são procedimentos diferentes! Vamos entender como cada um deles funciona?

Botox-Tampa-Bay-Largo

A toxina botulínica (p. ex., Botox/Dysport) age relaxando a contração dos músculos que geram as rugas e linhas de expressão (rugas dinâmicas). Ela é uma substância purificada, derivada de uma bactéria, e que, quando injetada, bloqueia os sinais nervosos para os músculos, enfraquecendo sua contração e diminuindo as rugas faciais indesejadas. Portanto, o uso da toxina é específico para os músculos. Pode, no caso, ser usada para tratar rugas ao redor dos lábios que aparecem/pioram com os movimentos, mas NÃO é utilizada para preenchimento e aumento de volume labial (lembrando que ela não causa aumento de volume na região tratada).

A aplicação é feita com uma agulha muito fina, em regiões cuidadosamente escolhidas, para que sejam preservadas as expressões faciais. O efeito dura, em média, 4 a 6 meses e após este período, uma nova aplicação poderá ser planejada se o/a paciente assim desejar.

467ec9a3a0a480700602b413cfc0464d

Já o preenchimento é usado para melhorar as rugas visíveis em repouso (rugas estáticas), corrigir sulcos, restaurar o contorno ou aumentar o volume dos lábios e do rosto. Suas principais aplicações são: sulco nasolabial (famoso “bigode chinês”), nos lábios e na região supra labial (contorno dos lábios, “código de barras”), na goteira lacrimal (área das olheiras), maçãs do rosto, contorno de mandíbula, além de preencher também cicatrizes da face.

Existem diversos tipos de substâncias preenchedoras, algumas com efeito definitivo/permanente e outras de ação temporária. Entre elas, o ácido hialurônico é uma das mais utilizadas. Ele é uma substância produzida naturalmente pelo nosso organismo e tem como função reter água, conferindo hidratação e volume. Com o passar do tempo e com o processo de envelhecimento, o AH começa a ser degradado. O resultado é a perda de volume, de contorno e o aparecimento de rugas estáticas, conferindo ao rosto uma aparência mais envelhecida e cansada.

A duração do preenchimento dependerá, portanto, da substância escolhida e também, no caso dos temporários, da região de aplicação (em geral, quanto maior a movimentação da região, mais rápida será a degradação do produto).

 EFEITO LIFTING SEM CIRURGIA

Os dois tratamentos (toxina e preenchimento) podem ser complementares e costumam ter resultados bastante satisfatórios. O SoftLift é um conceito em rejuvenescimento que combina os benefícios da toxina botulínica aos do preenchimento com ácido hialurônico. O objetivo é tratar a face globalmente: rugas, sulcos, áreas de perda de volume e alterações do contorno, com resultados mais expressivos e duradouros, mas sem perder seu caráter minimamente invasivo. 

OUTRAS APLICAÇÕES ESTÉTICAS DA TOXINA BOTULÍNICA

  • Prevenção dos sinais da idade: se aplicada quando as linhas de expressão ainda estão suaves, a toxina adia o aparecimento das rugas e evita que elas se tornem profundas (na verdade, adia essa evolução).
  • Contração acentuada do pescoço (a aplicação melhora também o contorno do rosto)
  • Correção de sorriso gengival
  • Queda do nariz ao sorrir ou falar
  • Rugas na parte superior do nariz (“nariz de coelho” ou bunny lines)
  • Excesso de suor (hiperidrose): esse quadro pode incomodar bastante em algumas situações, e até trazer implicações na vida social e profissional das pessoas afetadas. A toxina pode ser usada para tratar a transpiração excessiva nas axilas e palmas das mãos, com um ótimo resultado. A duração do efeito varia, em geral, de 8 a 12 meses.

Se você tem alguma dessas queixas citadas acima, vale a pena conversar com seu médico a respeito, pois os resultados são bastante satisfatórios.

HIDRATAÇÃO INJETÁVEL COM ÁCIDO HIALURÔNICO

Hidratação injetável ou Skinbooster é um procedimento que funciona como um reservatório de hidratação de longa duração, estimulando o colágeno, deixando a pele firme, suave, macia e com viço, melhorando seu tônus e aspecto. Com uma agulha fina injeta-se ácido hialurônico (AH) em microgotas espalhadas na área em que se vai tratar. Diferente do ácido hialurônico usado para preenchimento de rugas e sulcos, o ácido hialurônico usado nos Skinboosters não provoca efeito volumizador; ele se espalha nas camadas mais profundas da pele e tem a capacidade de atrair água (fazendo com que a pele recebe uma hidratação intensa e profunda). Pode ser aplicado no rosto, pescoço, colo e mãos. O tratamento consiste em 03 aplicações uma vez por mês e pode ser associados a outros procedimentos. 

Importante lembrar que todos esses procedimentos apresentam contra-indicações e, por esse motivo, cada caso deve ser avaliado individualmente por um médico capacitado. Grávidas e mulheres em processo de amamentação também não devem submeter-se a esses tratamentos. 

Um abraço,
Dra. Maria Clara Couto
Médica
CRM/SC 18300
CRM/SP 135626